Pular para o conteúdo principal

Ainda lembro

"Pois o dia de ontem não é senão um sonho, e o amanhã somente uma visão,
mas os dias de hoje bem vividos transformam o dia de ontem num sonho de ventura, e os dias de amanhã numa visão de esperança."
Fiz esta música, na época, pensando em estimular o foco no presente, para deixarmos de lado o que nos angustia no passado, colocando-o no seu devido lugar. Deixando-o apenas como uma foto, uma lembrança que nos moldou ao que somos hoje, mas que não nos aprisiona. Um enfoque ao dinamismo da vida, ao tempo, que é a nossa moeda fundamental para que o possamos gastar com o que temos de mais precioso: nossa vida! Por que então a música se chama Ainda lembro? Porque de fato sempre lidamos com isso: o conflito da razão e da emoção, principalmente nos dias de hoje, onde vivemos o enigma da esfinge na idade do plástico, quando tudo que nos circunda é efêmero. Somos Pan que amava Eco, somos Eco que amava Narciso, e somos Narciso que só amava a si, somos divididos em 3 e nos damos com nós mesmos, sendo assim, temos que balancear toda esta equação de maneira dosada, nunca pendendo para nenhum lado, deixando nosso ego cuidar do nosso idi, e alimentando nosso superego de maneira digna e coerente com todos os direitos refletidos na lógica da ética racional.

Ainda Lembro

Hoje eu não quero saber o que passou
Pois o que importa nessa vida é o que virá
Quero celebrar o amanhã que vai chegar
Sem piedade arquivando o teu lembrar

Esqueça tudo que já passou
Pois num segundo, teu mundo mudou
Não há mais tempo pra lembrar

Toda essa dor que arranquei dentro do meu peito
Não terá sentido algum se eu não sonhar
Hoje o meu futuro é uma semente
Que eu tenho que plantar
Pra que eu tenha aonde chegar

Esqueça tudo que já passou
Pois num segundo, teu mundo mudou
Não há mais tempo pra lembrar

Tempestade não tem hora pra chegar
A maldade chega sem nos avisar

Há momentos que nos chega em fim a paz
Sentimentos que nos trazem muito mais

Tudo então gira na ciranda
Que persegue nossas vidas
Como alguém que te amou
Logo teu futuro se confunde com o
Passado e volta a vida tudo aquilo que acabou

Esqueça tudo que já passou
Pois num segundo, teu mundo mudou
Não há mais tempo pra lembrar



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Adquira já o CD "Isis e outras versões"

O CD "Isis e outras versões" pode ser adquirido com frete gratuito através dos links abaixo:

Mercado Livre

Cifra e tablatura para viola da música Luar do Sertão de Tonico e Tinoco

CLIQUE AQUI PARA VER A LISTA COMPLETA DE CIFRAS E TABLATURAS INÉDITAS!
Henrique de Falla é professor de viola na escola de música em São Bernardo do Campo Espaço Livre Musical. Localizada na Av. Prestes Maia, 1187 - sobreloja  Tel. +55 11 3380-1717
Acesse:
http://www.espacolivremusical.com.br
http://www.henriquedefalla.com


Cifra e tablatura corrigida da música Índios do Legião Urbana

CLIQUE AQUI PARA VER A LISTA COMPLETA DE CIFRAS E TABLATURAS INÉDITAS!
Henrique de Falla é professor de violão na escola de música em São Bernardo do Campo Espaço Livre Musical. Localizada na Av. Prestes Maia, 1187 - sobreloja  Tel. +55 11 3380-1717

Acesse:
http://www.espacolivremusical.com.br
http://www.henriquedefalla.com